E

Esta é uma daquelas viagens que não se fazem muitas vezes na vida, mas nós tivemos a oportunidade de nestas últimas férias prolongadas lá conseguirmos dar um saltinho. Como vão poder ver e ler mais à frente, valeu a pena todas as horas passadas dentro do avião. Gastamos algum dinheiro, mas regressamos muito mais ricos.

SINGAPURA

Começamos a nossa aventura com uma paragem de um dia por Singapura. E já vínhamos com uma direta por termos tido casamento no dia anterior à viagem.

Singapura é uma cidade que mistura o antigo com uma modernização recente, mas muito bem concebida. Uma cidade super limpa, organizada e ordeira. Por exemplo, se formos apanhados a mascar uma pastilha elástica, a multa pode chegar aos 600€. A razão para isto são os custos elevados de limpeza das pastilhas que eram atiradas para o chão. Sente-se alguma pressão para se cumprir todas as regras, mas o facto é que toda a gente as cumpre. Para nós, como turistas, é espetacular a sensação de segurança e civismo.

Deixo-vos com alguns pontos visitados em Singapura:

Singapore Changi Airport – Bem… Que aeroporto inacreditável. A imagem da capa é de lá.

Gardens By the Bay

Supertree Grove

Cloud Forest

Sands SkyPark

Buddha Tooth Relic Temple

Hawker Chan – Hmm… Já imaginaram 1 estrela Michelin por 4€. Sim… É possível no Hawker Chan.

Sri Mariamman Temple

Sri Veeramakaliamman

Singapura é uma cidade com uma densidade populacional grande, mas fácil de visitar e de rapidamente visitar os locais mais turísticos.

AUSTRÁLIA – CAIRNS

De Singapura (que chegamos às 7h e partimos às 21h) seguimos para a Austrália. O nosso primeiro destino foi Cairns. 

Decidimos parar em Cairns essencialmente pela oportunidade de fazer mergulho na incrível Barreira dos Corais. E acreditem que valeu tanto, mas tanto a viagem. É lindo!!! 

Um obrigado super especial ao hotel Pullman Cairns International que gentilmente nos cederam um quarto incrível no último piso do hotel. A nossa estadia foi perfeita!

CAIRNS para CAPE TRIBULATION

De Cairns partimos para Cape Tribulation seguindo a estrada Captain Cook que percorre toda a costa, como podem ver na imagem acima. Os primeiros quilómetros foi para nos habituarmos a conduzir pela esquerda, mas depois durante 200km foi um desfrutar imenso de todo o cenário que a Austrália nos estava a oferecer. Ficamos nesta noite em Daintree Forest, que é uma floresta tropical perto de Port Douglas. No dia seguinte foi incrível acordar com o barulho de tantas aves e mesmo no meio da natureza. Abaixo seguem alguns pontos visitados. Cliquem e vejam como são incríveis:

Palm Cove

Ellis Beach

Wangetti Beach

Rex Lookout

Port Douglas

Four Mile Beach

Flagstaff Hill

Mossman Gorge Centre

Daintree River Ferry

Cow Bay

Kulki Lookout

Mason’s swimming hole

Daintree Rainforest Centre

CAIRNS para MELBOURNE

De Cairns viajamos para a cidade de Melbourne. Podemos dizer que adoramos Melbourne e percebemos perfeitamente porque é uma das melhores cidades do mundo para se viver. O nível de segurança que se sente, aliado ao civismo das pessoas e da imensa cultura que percorre toda a cidade, desde murais, a artistas de rua e músicos é impressionante. É uma das poucas cidades em que facilmente morava. Em Melbourne a cadeia de hotéis Brady Hotels teve a amabilidade de nos oferecer a estadia no novíssimo hotel Brady Hotels Jones Lane, mesmo no centro de Melbourne.

Deixo-vos alguns dos pontos visitados na curta estadia por Melbourne:

Sir Redmond Barry Statue – Aqui começou a Melbourne Sights Free Tour que recomendamos vivamente que a façam. Têm rapidamente uma perspetiva da cidade através dos olhos de habitantes locais.

State Library of Victoria

Old Melbourne Gaol

Royal Exhibition Building 

Carlton Gardens

The Rose St. Artists’ Market

Parliament House

Princess Theatre

Melbourne Town Hall

ACDC Lane

Saint Paul’s Cathedral

Flinders Street

Federation Square

Princes Bridge

Block Arcade

Royal Arcade

Eureka Skydeck 88

Degraves Street

Queen Victoria Market

MELBOURNE para PORT CAMPBELL

De Melbourne voltamos a alugar carro para realizar parte da Ocean Road e seguimos até Port Campbell. Apesar de esta estrada ser pela costa, a paisagem é completamente diferente da viagem feita entre Cairns e Cape Tribulation. Aqui o cenário era mais praias como as nossas e não tão paradisíacas. Mas é para aqui que vêm os melhores surfistas. Um dos pontos altos foram os 12 Apóstolos. As imagens não traduzem a grandeza que vemos à nossa frente.

Estes são alguns dos pontos visitados pelo caminho:

Bells Beach

Lorne – Queenscliff Coastal Reserve

Gibson Steps

The Twelve Apostles – conjunto de rochedos formados pela erosão

Lord Ard Gorge Lookout

London Bridge

MELBOURNE para SYDNEY (destino final)

E de Melbourne partimos infelizmente para o último destino antes de voltar para a nossa invicta. Claro que gostaríamos de ter mais tempo para visitar mais locais da Austrália, como o deserto, e de dar um salto à Nova Zelândia, mas o tempo disponível não foi suficiente.

Sydney é uma cidade muito grande. Muito diferente de Melbourne, mas não deixa de ser uma cidade repleta de cultura. Mas das coisas que mais nos impressionou na Austrália foi a amabilidade de todas as pessoas. Mal entravamos em qualquer sítio, mesmo num UBER, todas as pessoas falavam connosco e nos davam dicas como se nos conhecessem há anos. A hospitalidade é das coisas mais incríveis que a Austrália nos deu.

Estivemos 3 dias em Sydney. Caminhamos quase 30km por dia. Tivemos tanta, mas tanta sorte por termos ficado hospedados no belíssimo hotel Little Albion, a Crystalbrook Collection Boutique Hotel. O serviço foi inacreditável. A atenção ao detalhe e a garantia de total satisfação do cliente é claramente a linha deste boutique hotel. Adoramos a estadia e recomendamos vivamente que possam experienciar como nós o fizemos, caso visitem Sydney.

Alguns pontos visitados em Sydney:

I’m Free Tours – visita guiada pelo centro da cidade

Sydney Town Hall

Queen Victoria Building

Sydney Tower

Pitt Street Mall

Strand Arcade

Australia Square

Cadman’s Cottage

Sydney Harbour Bridge

Circular Quay – aqui comemos um Fish and Chips tão bom…

Royal Botanic Garden

Mrs Macquaries Chair

Parliament of New South Wales

St Mary’s Cathedral

Sydney Observatory

Sydney Opera House – Simplesmente inacreditável. A visita é imperdível. Se só tiverem umas horas em Sydney é aqui que têm de vir

Manly Beach

Taronga Zoo

Bondi Beach

Para terminar a nossa visita a Sydney e à Austrália, se forem foodies como nós, têm decididamente de irem jantar ao Sixpenny.

Abaixo deixo-vos 2 links muito úteis para viajantes. Um seguro destinado para viajantes da IATI e outro é um dispositivo Skyroam para terem internet ilimitada para todos os países. Ambos dão descontos face aos preços habituais.

Comments
Add Your Comment

CLOSE MENU

Send this to a friend