N

Namastê!

Antes de começar, quero apenas recordar que isto é um blog fotográfico. Faço esta nota introdutória, porque sei que será muito difícil escrever pouco sobre Índia.

Por essa mesma razão decidi criar um artigo para cada uma das cidades visitadas ao invés de um só artigo sobre o país (como é habitual).

A India é um país tão intenso que é habitual os viajantes que visitam a 1ª vez tenham uma opinião de amor ou ódio. Mas a India é para ser vivida. Garanto-vos que quer gostem ou não é uma experiência impossível de contar sem ser vivida.

Este 1º artigo será sobre a capital, Delhi que está dividida na parte mais antiga da cidade, Old Delhi e na parte mais moderna e zona dos negócio, New Delhi.

Preparem-se para verem a riqueza e a pobreza a viverem de paredes meias. Ao início choca um bocadinho, ver tanto lixo acumulado, poluição, pobreza, mas é assim que estão habituados a viver e não parecem de todo infelizes, sendo que as condições para as classes mais baixas estão a melhorar consideravelmente e tem sido uma aposta muito forte dos últimos governos da Índia. É bom recordar que a Índia é uma país ultra populoso e milenar.

Das cidades que já visitei, esta é decididamente a mais barulhenta. De longe… As buzinas dos carros é constante. Sempre sempre sempre. O caos do trânsito, a ultra densidade populacional, os aromas, as cores, os edifícios de estilo britânico, os rickshaw, as vacas e elefantes no meio do trânsito são coisas inesquecíveis. E quanto mais tempo passa, mais vontade tenho de voltar.

Pontos Visitados (cliquem no link para mais informações)

Mas a Índia e neste caso em particular, Delhi, é muito mais do que visitar monumentos. É viver uma cultura completamente diferente, cheia de cultura, história e gastronomia únicas.

Um especial obrigado a todo o staff do Maidens Hotel: Best Heritage Hotel in North Delhi que tão bem nos receberam e trataram. O Hotel é lindo e o serviço é de um nível que nunca tínhamos visto. Fomos tratados como Marajá.

Comments
Add Your Comment

CLOSE MENU

Send this to a friend